06/05/2014

Resenha - Extraordinário (R.J. Palacio)

Título: Extraordinário
Título original: Wonder
Autor: R.J. Palacio
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580573015
Páginas: 320
Ano: 2013

Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência um, ele é um menino igual a todos os outros.


Extraordinário conta a história de August, um garoto de 10 anos que nasceu com uma síndrome genética que deformou seu rosto. Desde pequeno, Auggie teve de fazer cirurgias faciais e estudar em casa, com sua mãe. Até que um dia, sua mãe propõe que ele comece a frequentar a escola Beecher Prep para seu próprio bem. A princípio, ele teme a ideia até que ela o convence tanto a frequentá-la quanto a visitá-la para que ele tenha certeza de sua escolha.

Assim, uma nova vida começa para o garoto. Onde ele conhece e permanece com pessoas que o amam com toda sinceridade, mas é vítima de bullying, uma terrível exclusão social, maus olhares e xingamentos na escola. Ao longo da história, vemos o amadurecimento de August, dos amigos e da família. Vemos Auggie lidando com esse tipo de situação ao receber um apoio incondicional de sua família. Nos quais - com certeza - não poderia acontecer se ele não decidisse vivenciar esse novo mundo.
Dentre tudo de magnífico no livro, o que deixa um sabor a mais na leitura, é o fato de os personagens serem bem realistas. Como Olivia (irmã do menino), por exemplo, que, apesar de ser uma garota forte que teve de crescer rápido de mais quando seu irmão nasceu, não recebendo uma grande atenção, já que naquela época era tudo o que ela desejava, nunca deixou de amá-lo e de entender a situação em que a família teve de passar. Porém, uma de suas fraquezas é a vergonha. E, Summer, se tornou uma grande amiga de August quando se conheceram na escola. Percebemos que a garota não sente vergonha de conviver com ele, como um dos personagens sentiu. Seu jeito doce e inocente me encantou. Auggie é um garoto tão gentil que nos faz esquecer de seus problemas que envolvem sua aparência. Só temos uma completa noção de como ele é, quando recebe comentários maldosos a seu respeito e quando partes do livro é relatado por algumas pessoas que o cercam.


Eu serei mais uma pessoa a dizer: "o título faz jus ao livro" e "esse livro é EXTRAORDINÁRIO!", porque bem, é a mais pura verdade. 
O livro possui uma narrativa clara e simples, com capítulos curtos. A autora conseguiu descrever tão bem os acontecimentos de acordo com a perspectiva de determinados personagens que nós vemos que o que eles fizeram foi num sentido, de certa forma, genuíno.
Amei cada detalhe da obra. E aquelas frases que acompanham o início de uma parte narrada por diferentes pessoas, então? MARAVILHOSO.
Recomendo esse livro para todas as pessoas da face da Terra. E espero que todas elas que leram e que ainda lerão, sejam elas deficientes ou não, tenham mudado seu ponto de vista em relação às que precisam de cuidados especias no sentido de: ninguém merece ser tratado de forma cruel e inferior. 

Confira o booktrailer de Extraordinário: 



Quer saber mais sobre os personagens e a história? Vá até a livraria mais próxima e compre seu exemplar.
Não se esqueça de deixar um comentário!

Clique aqui para ver os quotes do livro.

4 comentários:

  1. Não tive oportunidade de ler este livro, mas pelo que vejo, posso concordar com você, o nome faz mesmo jus a esse livro! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem interessante mesmo. Há tantos pontos que o fazem um livro excelente, mas é bom não elevar as expectativas demais, já que cada um tem um ponto de vista diferente. Mas, eu, pessoalmente... amei!

      Excluir
  2. Eu sou a única pessoa no mundo que não gostou deste livro, eu me sinto um et
    Abraços
    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoas diferentes, opiniões diferentes. Mas devo admitir que foi chocante e ao mesmo tempo legal de ver que alguém não tenha gostado. Chega a ser confuso... hahaha!

      Excluir

1. Comente aqui, quero saber o que achou do post! Fico feliz em responder.
2. Clique em "Seguir" para acompanhar postagens como essa e me ajudar!
3. Caso queira propôr parceria, collab ou algo do tipo, clique em "Contato" e vamos conversar por e-mail.
4. Pode deixar o link de seu blog/site, gosto de visitar outros blogs!
5.Mi casa es su casa. Volte sempre!