23/05/2017

Almas gêmeas


Queridos amigos,

Eu sei que um dia iremos embora. E que um dia nada será como é agora, assim como agora não é nada como antes. Isso pode acontecer daqui uma semana, um mês ou talvez só daqui um ano. E eu sei também que, não importa a distância, o tempo, as circunstâncias, nós sempre nos amaremos.
Eu sei que poderei viajar por dois anos sem vê-los, mas também sei que assim que nos reencontrarmos, sentaremos no chão da sala com copos na mão e enormes quantidades de batata frita no meio e, passaremos horas conversando sobre o rumo de nossas vidas, nossas histórias e decidiremos sair no meio da noite e passar em algum drive thru. Também faremos outros amigos e os amigos de nossos amigos se conhecerão e compartilharemos diversos outros momentos.
Nos reencontraremos na graduação de algum de nós e nos lembraremos do que já vivemos e do que estamos vivendo agora nesse momento, como de todas as vezes que enrolamos para decidir qual dia iríamos sair e de quando conversamos sobre o futuro e nossos objetivos e sonhos; de quando fizemos loucuras que decidimos manter só entre nós e de como sentíamos donos do mundo; de quando percebemos que não tem problema em sermos o que somos porque nos aceitamos e começamos à partir desse ponto a nos libertarmos de nós mesmos. 

Choraremos ao ver as conquistas de cada um de nós porque crescemos, sonhamos, choramos, rimos juntos de nossos choros, trocamos palavras de apoio e até sermões.
É claro que terão noites que nos sentiremos solitários, perdidos, talvez até esqueçamos de conversar por conta da correria da vida, mas nós estaremos sempre juntos. Não necessariamente juntos fisicamente, mas nossas almas estarão sempre unidas, porque carregamos pedaços de cada um dentro de nós.
Sentiremo-nos infinitamente agradecidos por termos nos unido, por termos conhecido nossas almas gêmeas em um momento em que estavam todos precisando e por termos em quem confiar para qualquer coisa, porque isso é raro e vale muito mais do que diversas outras coisas. Iremos olhar para o céu à noite e pensaremos que não importa o quão longe estejamos, sempre saberemos que isso é a única coisa que nos separa e que teremos um lugar para voltar.
E eu sou imensamente grata por isso. Grata por vocês existirem.

Com amor,
-L

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Comente aqui, quero saber o que achou do post! Fico feliz em responder.
2. Clique em "Seguir" para acompanhar postagens como essa e me ajudar!
3. Caso queira propôr parceria, collab ou algo do tipo, clique em "Contato" e vamos conversar por e-mail.
4. Pode deixar o link de seu blog/site, gosto de visitar outros blogs!
5.Mi casa es su casa. Volte sempre!